A campanha Todos Por Uiramutã, criada em maio pelo governo do estado para sensibilizar a população e arrecadar doações para as 200 famílias afetadas pela enxurrada no município do Norte do estado, continua. O coordenador estadual da Defesa Civil de Roraima, coronel Doriedson Ribeiro, explica que desde o dia 31 de maio, a entidade iniciou a distribuição de alimentos arrecadados durante a campanha e cedidos pelo governo federal.

“A última entrega aconteceu na semana passada, no dia 14 de junho. A logística utilizada para esse trabalho ocorre por meio de aeronaves, embarcações e veículos terrestres”, disse. A distribuição ocorre de forma periódica e cada cesta básica é montada por dez itens, pesando 19 quilos. Ribeiro ressalta que a Defesa Civil monta e distribui as cestas básicas de acordo com questões de necessidade da população atingida, de aproximadamente mil pessoas.

“Não podemos enviar a quantidade total de alimentos sem necessidade. A entrega ocorre de maneira periódica até que os itens esgotem. Neste primeiro momento todas as famílias já foram atendidas e vamos continuar fazendo as entregas de forma recorrente”, declara.

Os fardos de alimentos estão armazenados na quadra da Rede Cidadania Atenção Especial, de forma adequada, bem acondicionados e apoiados em pallets para que não estejam em contato direto com o chão. A própria Defesa Civil realiza o gerenciamento da montagem e existe uma equipe que vigia os volumes durante o dia e a noite.

As cestas foram montadas com doações da população, servidores públicos estaduais e ainda, por recursos próprios do Estado, além de parte do leite, arroz e farinha de mandioca, material articulado previamente pela Setrabes (Secretaria Estadual do Trabalho e Bem-Estar Social) junto ao MDSA (Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário).

Até o momento, foram enviadas 498 cestas básicas para Uiramutã por terra e via aérea. O trabalho é feito de forma que todas as comunidades atingidas sejam atendidas, obedecendo a um calendário de entrega.

A previsão para a próxima entrega é dentro de 15 dias. Segundo o coordenador da Defesa Civil, a ação será finalizada com a volta da normalidade climática à região de Uiramutã.

“Por ordem da governadora, acompanhamos de forma recorrente a recuperação destas famílias, garantindo que sejam assistidas até o final desta situação adversa”, finalizou.